Prefeitos da região se reuniram na manhã de hoje (10), no gabinete do prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, para discutir a segurança pública. Na ocasião, estiveram reunidos os prefeitos de Iconha, João Paganini e de Piúma, José Ricardo Pereira da Costa, além de assessores.

A pauta foi exclusiva para tratar da preocupação dos chefes do executivo com a segurança em seus municípios, em virtude da continuidade do movimento que impede a Polícia Militar do Estado atuar nas ruas.

Durante a conversa foi decidido que os prefeitos irão decretar estado de emergência na segurança pública de suas cidades.

Durante a conversa foi decidido que os prefeitos irão decretar estado de emergência na segurança pública de suas cidades. Outra decisão foi o encaminhamento de um ofício em conjunto para o governo do Estado, solicitando apoio para garantir a segurança desses municípios.

“A situação é preocupante. Se precisarmos nos reunir novamente ou ir até ao governo do Estado, iremos fazer, a fim de unir forças para garantir a segurança de nossa população”, disse o prefeito de Anchieta, Fabrício Petri.

O Espírito Santo está sem a PM nas ruas porque protestos de familiares dos policiais bloqueiam as saídas dos batalhões. As famílias pedem reajuste salarial para a categoria, que é proibida de fazer greve. Desde sábado (4), o estado vive uma onda de violência com mortes, saques e assaltos.

Deixe seu comentário