O Governo do Espírito Santo anuncia nesta quarta-feira (10) o pagamento do Bônus Desempenho para os profissionais da Educação. O investimento é superior a R$ 30 milhões e vai contemplar mais de 20 mil professores e servidores em todo o Estado na próxima segunda-feira (15).

A Secretaria de Estado da Educação (Sedu) adota o Bônus Desempenho desde 2011, um prêmio em dinheiro concedido anualmente aos profissionais que atuam em escolas e outras unidades da Sedu, calculado com base em indicadores coletivos e individuais. O decreto assinado pelo governador Renato Casagrande em 2011 determina que o profissional da Secretaria possa receber até um salário a mais por ano, conforme os resultados apurados pela unidade de ensino onde exerce suas funções, mais o seu desempenho individual.

sedubonus2
Secretário da Educação, Klinger Barbosa Alves e equipe.

O secretário da Educação, Klinger Barbosa Alves, lembrou que é um trabalho do Governo do Estado de valorização dos servidores, “O Bônus Desempenho é uma política de Governo para valorizar, reconhecer e estimular o esforço dos servidores da nossa rede de ensino. O grande objetivo é contribuir para a qualidade da educação do Espírito Santo. Este ano, os servidores da Apae e Pestalozzi foram incluídos no Bônus, pois são grandes contribuintes para o desenvolvimento dos nossos estudantes”, disse Klinger.

O cálculo

Para o indicador coletivo, é estabelecido o Índice de Merecimento da Unidade (IMU). Trata-se de um percentual obtido a partir do Índice de Desenvolvimento das Escolas (IDE), que reúne o desempenho dos alunos no Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (Paebes), o nível socioeconômico da família onde está situada a escola e o nível de ensino de seus estudantes. Já o indicador individual observa o quanto o profissional contribuiu para o resultado da escola por meio de sua frequência. Para terem direito ao Bônus, o profissional precisa ter cumprido pelo menos 2/3 do período de avaliação, compreendido entre 1º de maio e 31 de outubro do ano anterior ao pagamento. Nesse indicador, a assiduidade também é valorizada e, por essa razão, são aplicados 7% de desconto do valor do bônus para cada dia de registro de ausência. Acima de nove ausências, os profissionais recebem o piso (30% do valor a que teriam direito).

images (2)

Dentro da política de valorização, a Subsecretária de Recursos Humanos, Sandra Helena Bellon, destacou a reestruturação de carreira. “Em 2012 o Governo entrou no eixo de valorização do servidor, observando o desenvolvimento e capacitação, investindo R$ 80 milhões em áreas administrativas, da Saúde e da Agricultura. Para este ano, há previsão de reestruturar outras áreas como Segurança e Justiça”, disse Sandra.
Uma escola com IDE acima de 74,9687, por exemplo, possui IMU de 100%. Se o profissional dessa unidade não tiver qualquer ausência no período de avaliação, tem direito a um salário extra integral.

Evolução

Em 2011, no primeiro ano de vigência do Bônus, 17.039 servidores foram contemplados e, neste ano, 20.434 vão receber o prêmio, o que equivale a 20% de crescimento. Os valores também apresentaram uma evolução, passando de R$ 17 milhões para R$ 30 milhões. O aumento no valor deve-se à melhoria no desempenho escolar dos estudantes.

Com informações da SEDU.

Deixe seu comentário