Após matéria publicada pelo portal 27 mostrando que a prefeitura vai desapropriar o imóvel onde funcionava o antigo Parishopping, para transformá-lo em um espaço cultural e também na nova sede da secretaria de turismo, nossa redação foi procurada por empresários ligados ao antigo empreendimento, que queriam divulgar uma nota sobre o assunto.

Segundo a nota, “apesar de não estar sendo utilizado no momento, o imóvel não se encontra abandonado”, e que “a impossibilidade de utilização do imóvel se deve a eventos causados pelo próprio município”, que teria sido condenado a pagar pelos estragos causados quando utilizou, em outras gestões, o imóvel como sede da Secretaria Municipal de Educação e até mesmo como sede de uma escola. Confira a nota na integra.

Os empresários querem que a desapropriação venha através de uma “justa indenização”, conforme nos falou um dos representantes que não quis se identificar. O portal 27 apurou que só o terreno do Parishopping valeria em torno de R$ 2 milhões de reais. A estrutura completa pode valer entre R$ 4,5 a 5 milhões. 

Resposta. O portal 27 entrou em contato com a prefeitura para poder saber mais informações sobre essa desapropriação e também sobre a nota divulgada pelos representantes do Parishopping. 

A resposta oficial foi que “A prefeitura Municipal de Guarapari informa que desconhece essa informação e afirma que não possui dívida alguma com os proprietários do imóvel. Enquanto a Gestão Municipal esteve de posse do imóvel toda a manutenção necessária foi realizada para a conservação do mesmo. O desgaste da construção é consequência da ação do tempo.”

Comments are closed.