A nova rodoviária de Guarapari, apelidada de Rodoshopping, está em pleno funcionamento e no verão o movimento tem sido grande. Mas os proprietários da empresa Telavive, responsável pela administração da rodoviária, denunciam uma prática que segundo eles tem acontecido no local.

De acordo com Luiz Nichio, funcionários da empresa Sudeste estariam tentando burlar o pagamento da taxa de embarque. “Recebemos algumas denúncias de usuários de que motoristas desta empresa de ônibus estariam orientando os passageiros a colocarem as malas dentro dos ônibus e depois se dirigirem ao ponto em frente ao rodoshopping para embarcar sem que a tarifa de embarque seja cobrada”, disse Luiz.

Funcionários da empresa Sudeste estariam tentando burlar o pagamento da taxa de embarque.

Ainda de acordo com ele, a prática, que aconteceu no final de dezembro, pode ser comprovada através das câmeras. “Depois de recebermos essa denúncia determinamos que um funcionário do setor administrativo verificasse nas imagens das câmeras de segurança e para nossa tristeza, comprovamos o ocorrido”, afirmou Luiz. A taxa de embarque é de 90 centavos e serve para os custos de manutenção do prédio.

Segundo o empresário “Esse comportamento é prejudicial para toda a cidade uma vez que o Rodoshopping é porta de entrada para muitos turistas que ficam com uma impressão errada sobre a nossa cidade e nossa gente. Estamos acionando o Ministério Público para verificar que medida podemos tomar. Também vamos encaminhar essas imagens para o DER e solicitar providências”, finalizou Luiz.

Procurada por nossa reportagem a Sudeste respondeu através de nota o seguinte:

“Primeiramente REFUTAMOS VEEMENTE que tal afirmativa seja pratica da empresa, ou ainda orientação dada a seus colaboradores. Após apuração interna, identificamos que de fato no dia 23/12/16 uma família com pertences pessoais, após coloca-los no bagageiro do ônibus, negaram-se a embarcar na rodoviária, pois, teriam que pagar as passagens + as taxas de embarque, e devido ao custo, decidiram (sem qualquer interferência da empresa) ir a pé até o próximo ponto de ônibus para embarcar. Ocorre que o erroneamente o motorista e o auxiliar não retiram os pertences.

No mesmo dia, o administrador da Rodoviária levou este fato ao conhecimento do representante da empresa, que imediatamente, advertiu os funcionários. Para fundamentar a inverdade de tal afirmativa, vejamos algumas razões:

Além de guichês de passagens, o Rodoshopping tem lanchonete e lojas de conveniência. Foto: João Thomazelli/Portal 27

1) a taxa da embarque é arrecadada do passageiro e repassada ao Rodoshopping sem qualquer ônus para empresa, portanto não há que se falar em agir desta forma para se beneficiar. 2) Estamos falando de um fato ocorrido há mais de 20 dias e até o momento não houve qualquer comunicação da administração do Rodoshopping a esta empresa de fato novo. 3) Neste mesmo dia, como em todos os outros, existem vários registros em nosso sistema de vendas de inúmeras passagens com as devidas taxas embarque.

Além destes, inúmeros outros motivos descaracterizam tal afirmativa. Lamentamos o ocorrido, mas temos consciência de que errar é humano, e a atitude do funcionário em não retirar os pertences daquela família, transparece a todos que sua intenção jamais fora favorecer a empresa ou prejudicar o Rodoshopping, e sim a boa fé.

Por fim, lembramos que estamos em contato diário com a administração do Rodoshopping, para correções de procedimentos, buscando a melhoria no atendimento e principalmente a satisfação do usuário.”

Vídeo. Confira o vídeo que o Portal 27 recebeu da Telavive, onde segundo a empresa, fica comprovada a denúncia contra os funcionários da empresa.

Comments are closed.