Cachoeira Eng. Reeve, em Matilde - Gabriela Silva (3)
Cachoeira Eng. Reeve, em Matilde – Gabriela Silva.

A Samarco e o Governo do Espírito Santo acabam de firmar parceria para reflorestamento de áreas de nascentes no interior do Estado. O projeto terá duração de cinco anos e será realizado com a participação da empresa alinhada ao Programa Reflorestar, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).

A iniciativa faz parte do Programa Positivo em Água, desenvolvido pela Samarco, e envolverá cerca de 600 produtores rurais de 12 municípios capixabas, em um investimento total de R$ 16 milhões que permitirá a implantação de cerca de 1.800 novos hectares de florestas. Serão destinados R$ 8 milhões por parte da Samarco e R$ 8 milhões por parte do Estado, com financiamento do Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Espírito Santo, o Fundágua.

O protocolo de intenções, que sela a parceria público-privada, foi assinado na sexta (20) pelo diretor-presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, e pelo governador Paulo Hartung, durante a solenidade em comemoração ao Dia Mundial da Água, realizada no Palácio Anchieta. O evento contou também com a participação de autoridades e de convidados ligados a inciativas da área de Meio Ambiente no Estado.

Cachoeira Vovó Lúcia, em Ibitirui - Mônica Fiorin (2)
Serão destinados R$ 16 milhões em investimentos para recuperar e proteger florestas, nascentes, rios e córregos.Cachoeira Vovó Lúcia, em Ibitirui – Mônica Fiorin

O Programa Positivo em Água, da Samarco, tem como objetivo restaurar e conservar as áreas de nascentes identificadas nas propriedades distribuídas em 29 municípios do Espírito Santo e de Minas Gerais localizados dentro da área influência da empresa. Aqui no Estado, serão atendidos os municípios de Alegre, Anchieta, Cachoeiro de Itapemirim, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Guarapari, Itapemirim, Jerônimo Monteiro, Muniz Freire, Piúma, Rio Novo do Sul e Vargem Alta.

Um dado importante é que 60% dos afogamentos NÂO acontece no mar. Foto/Edna Vanuza.
Programa envolverá cerca de 600 produtores rurais de 12 municípios capixabas, Foto/Edna Vanuza.

A região compõe duas importantes bacias hidrográficas do Espírito Santo: as dos rios Itapemirim e Benevente. O programa da Samarco será integrado ao Programa Reflorestar, do Governo do Estado, coordenado pela Seama em parceria com o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). O objetivo é estimular o produtor rural na preservação, recuperação e ampliação da sua cobertura florestal, visando à proteção das áreas de nascentes.

Os produtores participantes do programa receberão cadastro ambiental rural, contratos de pagamentos para serviços ambientais, fornecimento e instalação de fossas sépticas, apoio para elaboração de projetos de reflorestamento e assistência técnica para implantação, além do custeio da mão-de-obra e dos insumos para manutenção das ações durante dois anos. Serão também contempladas no projeto as propriedades que conciliam a proteção do meio ambiente com geração de renda.

Com o convênio, fica homologada, ainda, a iniciativa da Samarco para a criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Monte Urubu, com área total de 265 hectares, localizada no município de Anchieta, dentro de área particular da empresa.