Apesar de alguns moradores da Prainha não concordarem com a realização da Festa de São Pedro no local, este ano o evento está mantido e não vai mudar de endereço. Mas no próximo ano a festa pode ser realizada em outra região.

Segundo o secretário de Turismo Miguel Agrizzi, não dá mais tempo para transferir o local da festa. “Agora não tem como mais mudar o local porque tem toda uma logística, a divulgação da festa, o processo de sonorização e o pedido da Escelsa para instalar energia. Não é simples mudar de um local para outro”.

O palco para a realização do evento já está montado na Prainha.

O secretário revelou ainda que a mudança deve acontecer no próximo ano. “A gente vai ver o impacto do evento que surge lá para que no próximo ano a gente não faça mais naquela área. Não tem problema nenhum. Inclusive, vão acontecer algumas benfeitorias através do prefeito Edson que vai reformular a Praia do Morro e ali também vai fazer parte então provavelmente não vai mais poder acontecer ali no outro ano”.

Ele afirmou que hoje tentou conversar com os moradores que discordam da realização do evento, mas eles preferiram não falar mais sobre o assunto. O secretário disse ainda que não tinha conhecimento do acordo citado pelos moradores. “Não tenho conhecimento desse documento porque a gente entrou em contato com a Marilene, que é presidente da Associação de Moradores da Prainha, e ela foi a favor da gente fazer a festa ali. Depois fiquei sabendo desse documento, mas ele também não é lei. Ele foi feito dentro de um processo e hoje a prefeitura tem mais de cinco mil processos. Como eu vou saber? Eles tinham que ter comunicado a gente antes”.

secretário revelou ainda que a mudança deve acontecer no próximo ano

Agrizzi também comentou a crítica dos moradores de que não foram avisados antes de que a festa aconteceria no local. “Mas se a gente for fazer qualquer evento e tivermos que ir em todos os prédios, fica complicado. Normalmente é a associação que procuramos”, disse.

Em relação a reclamação sobre a dificuldade de acesso as garagens ele afirmou que “a gente vai colocar a fiscalização ali e os aparadores para os carros entrarem. Na verdade, no Porto Maior se entra por trás então ali na rua de trás não vai ter festa. A gente vai colocar para eles entrarem com facilidade. A frente do prédio também a gente vai deixar de fácil acesso e não vai ter nenhuma barraca na frente. A festa acontece das nove da noite até meia noite, não vai se estender”.

O secretário falou sobre a importância da realização do evento. “A festa é tradicional em Guarapari e já acontece há 167 anos. Há dois anos não acontece então estamos querendo resgatar a cultura”. Ele também afirmou que o local onde a festa vai acontecer também faz parte da tradição do evento. “É difícil tirar algo que faz parte da cultura da cidade e o pessoal já está acostumado com aquele evento ali. Além disso, ali tem o monumento de São Pedro, a praia onde a procissão marítima acontece e a gente está dando apoio para a premiação dos barcos mais enfeitados”.

Turismo. Miguel Agrizzi acredita que a Festa de São Pedro vai atrair turistas para Guarapari. “Vamos realizar os shows e também vamos fazer uma tenda cultural para a gente melhorar ainda mais o intercâmbio entre todos que estão frequentando o evento. A gente busca trazer mais turistas para deixarem suas divisas na cidade e este ano vai ter o show nacional, que pelo que me lembro nunca teve. Sempre foram shows locais e vamos trazer Jorge Aragão. Estamos buscando realizar esse evento porque Guarapari está muito sem eventos”.

Segurança. Questionado sobre os episódios de violência que aconteceram durante o evento nos últimos anos, o secretário de Turismo garantiu que a festa será segura. “Minha preocupação em relação a isso foi grande então a gente se reunião com a Polícia Militar e ela está nos apoiando. O local é muito pequeno e eles vão estar com um efetivo muito bom. Cada dia vai ter um comando cuidando da segurança. A gente quer mesmo proteger as pessoas que vão ali para se divertir. Eu também vou estar presente todos os dias e queremos mudar esse perfil de violência no evento”, finalizou.

Deixe seu comentário

Comments are closed.