Um motorista de táxi foi morto a tiros na noite de hoje (01) no Bairro Aeroporto, em Guarapari, com seis disparos. A vítima tentou fugir dos executores, mas foi perseguida e executada dentro da casa de um morador do bairro.

Por volta das 20h30, Carlos André Queiros Paz, de 34 anos, estava na praça do Bairro Aeroporto, quando três homens, ainda não identificados, começaram a atirar nele.

Taxistadentro
O taxista correu, mas foi perseguido e executado no quintal da casa de um morador do bairro. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Dedé, como era conhecido, tentou fugir, mas ainda na praça, foi atingido por cinco tiros, um em cada perna, um na costela, um no braço direito e um no ombro. Na fuga, Dedé entrou na casa de um morador do bairro, mas os atiradores foram atrás dele e o executaram com um tiro na nuca. Todos os tiros acertaram o taxista por trás.

“Eu ouvi muitos tiros, pelo menos uns 12, e vi ele saindo correndo da praça”, contou um morador do bairro, que passava na hora do crime.

A esposa do taxista esteve no local do crime. Ela disse que Dedé trabalhou o dia todo com o táxi e quando chegou em casa recebeu uma ligação. Ela só escutou ele dizendo que já estava indo. Minutos depois ela recebeu a notícia da morte do marido.

Carlos André tinha 34 anos e foi morto com seis tiros. Reprodução
Carlos André tinha 34 anos e foi morto com seis tiros. Reprodução

Taxistas também foram ao local. Eles contaram que Dedé trabalhava no Centro de Guarapari e que era uma pessoa muito divertida. Há alguns anos Carlos André foi preso por tráfico de drogas.

Uma sacola plástica com 40 munições de pistola calibre 380 foi encontrada perto do corpo da vítima. O corpo de Carlos André foi levado para o DML

Deixe seu comentário