É tempo de férias escolares para a garotada. E para elas, esse período precisa ser marcado com muita diversão. Um dos divertimentos mais comuns entre as crianças é o de empinar pipas. No entanto, a atividade pode oferecer riscos e causar transtornos quando o objeto entra em contato com a rede elétrica.

menino no hospital por causa da pipa
Mayke precisou amputar o antebraço direito, por causa do choque que levou depois da pipa agarrar no fio de energia.

No ano de 2013, uma criança amputou o braço e um senhor de morreu, após a pipa agarrar em um fio de energia. Veja na matéria https://www.portal27.com.br/menino-perde-o-braco-apos-levar-choque-por-causa-de-pipa/

Neste ano, nos meses de janeiro, fevereiro e junho foram registradas 573 ocorrências, contra um total de 319 registros verificados nos meses de março, abril e maio, quando as crianças estão no período letivo. “O contato das pipas com a rede elétrica pode causar danos para a população, que sofre com a interrupção do fornecimento de energia para suas residências e vias públicas, além de acidentes que podem acontecer quando o objeto fica preso à rede elétrica e as crianças tentam retirá-lo utilizando materiais condutores, como barras metálicas que, nestes casos, o contato pode oferecer risco de queimaduras graves, sequelas e até morte”, explica o gestor executivo da EDP, João Bosco Queiroz Ferreira.

Deste modo, não se divertir de forma segura, pode provocar o desligamento da rede elétrica, com prejuízo às residências, hospitais e, também, em casas de pessoas que necessitam de aparelhos médicos de sobrevivência à vida, a atividade pode causar graves acidentes.

f_112549
Nunca solte pipa próximo à rede elétrica.

Sendo assim, o alerta vai para as crianças e adultos também. Empinar pipas, próximos à rede elétrica, é perigoso. E na hora de se preparar para a diversão, vale seguir algumas dicas:

  • Escolha um local descampado e longe da fiação elétrica;
  •  Alguns materiais utilizados na confecção da pipa podem ser condutores de energia e aumentam o perigo em caso de contato com a rede elétrica. Rabiolas feitas de fita VHS ou cassetes são alguns exemplos.
  • O uso de cerol (pó de vidro com cola), além de ser um risco para motociclistas e pedestres, também oferece perigo no contato com a rede de energia. Isto porque ele corta a camada de borracha que reveste os fios de alumínio ou de cobre, o que permite a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto circuito e acidentes.
  • Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha) ou qualquer outro objeto condutor de energia não deve ser lançado sob a rede.
  • Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com a rede elétrica aumenta o risco de acidentes.
  • É expressamente proibido invadir as Subestações de Distribuição de Energia da EDP para recuperar pipas. Estes locais são energizados e somente pessoas autorizadas podem ter acesso.
Deixe seu comentário