Duas vans de transporte alternativo foram apreendidas na tarde de hoje em Guarapari. Os veículos estavam transportando passageiros da Praia do Morro para o Centro. A apreensão aconteceu durante uma ação conjunta da Polícia Militar, Secretaria de Fiscalização e Departamento de Estradas de Rodagem do Espírito Santo (DER-ES).

A ação começou por volta das 15 horas em frente à Secretaria de Fiscalização. Foram parados veículos suspeitos de transportarem passageiros sem autorização. Dois veículos foram apreendidos e levados para o pátio da secretaria de fiscalização e lacrados.

Dois veículos que transportavam passageiros foram apreendidos durante a ação de fiscalização. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Dois veículos que transportavam passageiros foram apreendidos durante a ação de fiscalização. Foto: João Thomazelli/Portal 27

O transporte alternativo de passageiros é proibido em Guarapari. Apenas táxis e ônibus de quatro viações podem explorar o transporte de passageiros na cidade.

Os veículos foram lacrados por fiscais. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Os veículos foram lacrados por fiscais. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Os passageiros que estavam nos veículos que foram parados não gostaram muito da intervenção. “Eu não gostei porque os ônibus estavam atrasados e na topic eu ia chegar ao banco antes de fechar. Se os ônibus cumprissem com o horário, não precisaríamos usar o transporte clandestino”, reclamou Gláucia Oliveira, moradora da Praia do Morro.

Gilson Moreira de Abreu, 52 anos, teve seu veículo apreendido durante a ação. “Eu sei que o transporte alternativo não está legalizado, mas eu tenho que trabalhar. A licença do carro está em dia, meu IPTU está em dia. Tenho família para sustentar”, lamentou Gilson.

“A ação aconteceu para atender um pedido da Promotoria de Justiça de Guarapari. Se não fizéssemos esta ação, a prefeitura poderia responder uma ação por improbidade ou desobediência”, explicou Edinho Maioli, Secretário Adjunto de Segurança e Transporte.

A secretária de fiscalização Elizabeth Verônica explicou que já foram registrados casos de acidente na cidade envolvendo passageiros que utilizavam o transporte clandestino. “Nós recebemos a recomendação do Ministério Público para coibir a circulação de vans clandestinas e estamos cumprindo a recomendação”, esclareceu.

Polícia Militar, DER e prefeitura participaram da ação. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Polícia Militar, DER e prefeitura participaram da ação. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Em um documento do Ministério Público do Espírito Santo, o promotor de Justiça diz o seguinte:

“Impedir, imediatamente, a prática de prestação de serviço público de transporte coletivo clandestino no Município de Guarapari, fiscalizando permanentemente o serviço, tomando todas as providências cabíveis, inclusive autuando os prestadores”, diz o documento.

Outras ações em locais diferentes da cidade estão previstos para acontecer nos próximos dias para coibir o transporte clandestino.