Era para ser uma noite de diversão para Walace da Glória Miguel, de 21 anos. Mas em poucas horas, a alegria do momento se transformou em tristeza. De acordo com a Polícia Militar, o jovem foi morto com pelo menos quatro tiros, por um atirador durante um baile funk na Praia do Morro em Guarapari. O crime aconteceu na madrugada deste domingo, 1.

As informações dão conta de que Walace chegou à festa, logo no início do evento, por volta das 22h. Em seguida surgiu Raul Matheus Santos Dias, 18 anos. Ambos foram revistados pelos seguranças e nada de ilícito foi encontrado. Minutos depois Raul saiu, deu uma volta na rua e voltou para o local da festa, só que desta vez armado e agressivo.

As informações dão conta de que Walace chegou à festa, logo no início do evento, por volta das 22h.

Segundo dados do boletim de ocorrência, Raul teria sido impedido de entrar no evento portando a arma de fogo, mas acabou ameaçando atirar nos seguranças. Rapidamente ele entrou, efetuou um tiro para o alto e foi na direção de Walace, atirando várias vezes contra o rapaz. Nesse momento houve pânico e correria. Haviam cerca de 200 pessoas no evento, todas saíram correndo desesperadas.

A vítima foi atingida na cabeça, duas vezes no tórax e também no pé esquerdo. O jovem foi socorrido pelo Samu e levado à Unidade de Pronto Atendimento (Upa) da Cidade. Diante do estado crítico de saúde, ele chegou a ser encaminhado para o Hospital São Lucas em Vitória, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Walace completaria os seus 22 anos no próximo dia 5 de abril.

O autor dos disparos fugiu no meio da multidão e teria sido encontrado no bairro Muquiçaba, por uma viatura que fazia patrulhamento pela região. Ele tentou se esconder atrás de um caminhão quando avistou os militares e ainda invadiu uma farmácia. Raul foi preso e com o suspeito foi encontrado um pino de cocaína.

Segundo a polícia, algumas testemunhas descreveram Raul como o atirador da festa. A arma usada no crime não foi localizada. Ele foi levado para a delegacia de Guarapari e em depoimento, negou qualquer participação na morte de Walace. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi autuado em flagrante por homicídio e transferido para o presídio.

Deixe seu comentário

Comments are closed.