Em agosto deste ano, o Portal 27 noticiou o caso do jovem Gabriel, um menino de 11 anos que sofre de paralisia cerebral, autismo, hidrocefalia, epilepsia e atrofia muscular e precisava de doações para o tratamento, pois teve o benefício que recebia cortado pelo INSS.

Então, em novembro, a mãe de Gabriel, Ingrid Virgínio Gomes, procurou novamente o site para dar visibilidade ao caso e pressionar as autoridades, porém continuou com o benefício cortado. Agora, em janeiro de 2021, há mais de 3 anos sem receber o valor que é deles por direito, a família está fazendo uma rifa para conseguir continuar pagando o tratamento de Gabriel.

A família está sorteando três prêmios para ajudar no tratamento de Gabriel.

A rifa irá sortear três prêmios, o primeiro será uma cesta de chocolates, o segundo um jogo de lençol de casal e o terceiro um jogo de vasilhas com cinco peças. Para comprar, basta entrar em contato com Ingrid, pelo número (27) 9 9911-5413, as rifas terão valor unitário de R$3 e poderão ser adquiridas até o dia 26 de fevereiro, quando será realizado o sorteio.

Entenda o caso

O benefício, que era pago pelo INSS, foi cortado há 3 anos, quando o pai de Gabriel, Rodrigo Milagre de Souza, conseguiu um emprego de carteira assinada e um aumento de R$140 na renda. Porém, o trabalho não durou muito e o pai foi dispensado, desde então a família briga para reaver o direito do benefício.

Na justiça, a briga se arrastou por todas as instâncias, parando na terceira após o INSS recorrer, já que a família teve ganho de causa nas duas primeiras.

Agora, meses após a primeira vaquinha feita, que arrecadou cerca de R$3 mil e teve o dinheiro todo utilizado no tratamento de Gabriel, Ingrid tenta juntar dinheiro para pagar a fisioterapia do filho, que custa R$180 por mês.

Releia as matérias já publicadas sobre o caso de Gabriel

Moradora de Guarapari pede ajuda para pagar fisioterapia do filho com paralisia cerebral

Criança com paralisia cerebral continua com benefício cortado há quase 3 anos

Deixe seu comentário