Há 42 anos a família de Edson de Oliveira, que hoje estaria com 62 anos, sofre com o desaparecimento dele. A sobrinha, Allainê Prado, que mora em Rio do Meio, Município de Itororó, na Bahia, pediu ajuda do Portal 27 para tentar localizar o tio.

Há alguns meses, uma notícia reascendeu a esperança da família em encontrá-lo. Eles tiveram a informação de que Edson está vivo, e foi trazido para Vitória, por um de seus filhos. “Tivemos a informação que ele morava em Porto Seguro, mas ficou doente e um dos seus filhos foi buscá-lo e levou para Vitória para morar com ele. Não sabemos quantos filhos ele tem, nem o nome desse filho que o buscou. Um sobrinho de uma ex-esposa dele, nos passou essa informação, mas não soube dar mais detalhes”, disse a sobrinha.

Esta é a única foto que a família tem Edson. Foto: Arquivo pessoal.

De acordo com Allainê, Edson teve uma briga de família aos 20 anos, saiu de casa e nunca mais voltou. “Ele brigou feio com o pai e saiu de casa. Ninguém esperava que aquela briga fosse durar tanto, nunca mais ele voltou. Anos depois descobrimos que ele havia se casado e morava em Jussari, uma cidade até próxima daqui. Chegaram a procurar, mas não o encontraram. E muito anos se passaram e recebemos há pouco tempo essa última notícia”,

Ela conta que os pais de Edson, Chavier Quirino de Oliveira, de 94 anos e Noélia Batista de Oliveira, de 82 anos, sofrem pela falta filho. “Eles já estão muito idosos, tiveram 15 filhos, mas a falta de notícias de Edson trouxe muita dor para eles todos esses anos. Meu avô fala que seu maior sonho é poder encontrar o filho antes de morrer”, comenta.

Allâine fala que só vai contar para o avô que recebeu pistas do paradeiro do tio, quando tiver a confirmação de sua localização para preservá-lo. “Ele sente culpado, ele pensa que o filho pode ter tido amnésia e não teve como voltar para casa, outras horas ele se questiona se mágoa é tão grande que mesmo tantos anos depois ele não os procurou. Ainda nem demos a notícia que ele estaria em Vitória, queremos ter a informação confirmada, para não criar falsas esperanças”, conta.

Quem tiver alguma informação que possa ajudar a família à encontrar Edson, pode entrar em contato com no número (77) 9 8137-7278.

Deixe seu comentário