A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou na noite deste sábado que caminhoneiros bloqueiam 586 pontos em estradas federais do país. Também foram registrados 577 pontos desbloqueados, de acordo com a polícia. A informação é do jornal O Globo.

Pela manhã, eram 596 pontos de bloqueio. Os números são diferentes daqueles divulgados pelo ministro da Segurança, Raul Jungmann, em entrevista à imprensa nesta noite, no Palácio do Planalto. O ministro afirmou que eram 566 pontos de bloqueio parciais. No Rio de Janeiro, a PRF registra 24 bloqueios nas rodovias federais. Outros 30 pontos foram desbloqueados no estado.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) determinou aos caminhoneiros que estão parados no acostamento da BR-040, em frente à Refinaria Duque de Caxias (Reduc), que retirem os caminhões. Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil

 Corredores. Segundo O Globo, a PRF informou que mantém corredores para a circulação de transporte de animais vivos, gêneros alimentícios, equipamentos essenciais, medicamentos, combustíveis e outras cargas sensíveis. Além disso, disse que presta apoio aos manifestantes durante as desmobilizações no intuito de garantir a segurança de todos os usuários das rodovias federais.

De acordo com o governo, foram aplicadas até agora 400 multas de trânsito, no valor de R$ 2,33 milhões. As multas foram aplicadas por “usar qualquer veículo para, deliberadamente, interromper a circulação na via”. Segundo a PRF, o balanço é do período da 0h às 19h deste sábado.