Uma fatalidade. Assim foi definida a morte do aposentado Renê Rabelo, 92 anos, na manhã deste domingo (05). Rabelo estava em um elevador que despencou do segundo andar da casa onde morava na Praia das Castanheiras, em Guarapari. Ele torceu o tornozelo na queda e precisou ser encaminhado para um Hospital.

A vítima morava em uma casa na Praia das Castanheiras. Foto: João Thomazelli/Portal 27
A vítima morava em uma casa na Praia das Castanheiras. Foto: João Thomazelli/Portal 27

No momento do acidente, Renê estava com uma filha e uma bisneta dentro do elevador. “Na queda ele torceu o tornozelo e foi levado para o hospital. Ele usava marcapasso e por conta da situação, a saúde dele acabou descompensando e ele veio a falecer”, lamentou o genro de Renê, o médico Mário Leaignier.

Ele explicou ainda que o elevador passava por manutenção constante e que foi uma fatalidade todo o ocorrido. “Foi a hora dele mesmo, as outras pessoas que estavam com ele não sofreram nada”, finalizou.