Já está funcionando em Piúma o Juizado Itinerante da Lei Maria da Penha, também conhecido como Ônibus Rosa. O juizado conta com apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social e tem por objetivo atender mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

JUIZADO
O ônibus ficará em Piúma durante toda a semana, das 9h às 17h na Praça do Bairro Acaiaca.

O ônibus ficará em Piúma durante toda a semana, das 9h às 17h na Praça do Bairro Acaiaca. A Cerimonia para início dos trabalhos aconteceu na manhã desta segunda (14) e contou com representantes da Prefeitura, Câmara, Tribunal de Justiça, Fórum, Ministério Público e das polícias Civil e Militar.

Entre os serviços oferecidos estão à distribuição de material informativo sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher e seus direitos; atendimento com assistente social e psicólogo para mulheres vítimas de violência doméstica; orientação jurídica gratuita; confecção de Boletim de Ocorrência Policial e concessão de medidas protetivas em favor de mulheres vítimas de violência doméstica.

onibusrosa
Entre os serviços oferecidos estão à distribuição de material informativo sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher e seus direitos.

Presente ao evento, e representando o Tribunal de Justiça, a juíza e coordenadora da mulher em situação de risco, Hermínia Maria Silveira, afirmou que o estado lidera o ranking da violência do Brasil. “Infelizmente estamos no primeiro lugar da violência doméstica e familiar do Brasil. Por isso que nós tivemos a ideia de criar esta justiça itinerante. Se a mulher não pode ir até o tribunal. Então o tribunal vai até a mulher, até a vítima”, afirmou.

A diretora do Fórum de Piúma, juíza Cláudia Sangali, também reafirmou a importância da justiça itinerante na cidade. “Piúma está no ranking de violência no Estado, temos muitos problemas aqui. Diria que dos meus processos criminais, uns 70% sejam sobre a Lei Maria da Penha. Aproveito o momento para pedir que denuncie, mas que denuncie com muita responsabilidade, para não perdermos este importante instrumento por má utilização”, disse.

Maria da Penha Piúma
Samuel Zuqui reforçou a importância da Lei Maria da Penha para a sociedade.

Ao usar a palavra, o prefeito Samuel Zuqui reforçou a importância da Lei Maria da Penha para a sociedade. “Nós temos que respeitar as mulheres. Hoje elas são fundamentais em todos os setores da sociedade, não só dentro das famílias”, explicou.

Ainda de acordo com o prefeito, a administração tem feito um trabalho de atuação com foco no social. “Quando assumimos o mandato, atuamos de forma direcionada para implementar um trabalho mais técnico de assistência social. Hoje atuamos em todos os setores, fazendo um brilhante trabalho de assistência social em nossa cidade. O que valoriza não só as mulheres, mas também as famílias como um todo”, explicou.

Deixe seu comentário