Há dois dias a orla da Praia do Morro ganhou uma muda de Pau-Brasil, árvore símbolo do Brasil, e na manhã de hoje, se não fosse a rápida ação dos moradores, a árvore do Vovô Nuto que já faz parte da história do local, teria sido cortada de vez.

A árvore do Vovô Nuto já faz parte da história da Praia do Morro e segundo os moradores, se eles não tivessem visto a tempo, seria cortada de vez.

A presidente da Associação de Moradores da Praia do Morro Fátima Fonseca, relatou que estava passando pelo local quando viu que a árvore estava sendo cortada e imediatamente entrou em contato com a secretária de Meio Ambiente Tereza Cristina.

A ação dos funcionários da prefeitura foi rápida.

“Levei um susto e liguei para a secretária de Meio Ambiente e perguntei o que estava acontecendo. Ela me falou que era para ser feito somente uma poda que iria ajudar o videomonitoramento a cuidar da área porque ali tem muitas denúncias de uso e tráfico de drogas e que iria mandar uma funcionária da secretaria lá para ver o que estava acontecendo”.

Fátima relatou que o corte foi interrompido, mas também criticou  a ação. ” Eles recolheram tudo e foram embora. Mas agora a gente fica estarrecida porque há dois dias atrás a gente plantou uma árvore que é simbolo do país na orla e hoje eles estavam cortando a árvore do vovô que tem mais de 40 anos”.

Os moradores tentaram conversar com os funcionários durante o corte.

O neto do vovô Nuto, Mauro Dabes, relatou que foi informado de que o corte estava sendo realizado porque a árvore teria cupins. ” Eles falaram comigo que ela estava cheia de cupim. Mas eu falei que quando eles construíram o deck ela tinha cupim, eles trataram e o cupim parou. Então porque não tratam agora? Os troncos que tirei foto não tem cupim nenhum e eles alegam que está no tronco principal”.

Indignado, Mauro disse que é uma triste situação. “Quase já não tem árvore na Praia do Morro e a árvore mais antiga quase foi retirada. O Edson sempre garantiu para mim que ela iria ficar e agora eles fazem uma marmota dessa”.

Prefeitura. A Prefeitura de Guarapari esclareceu que, conforme deliberação na Comissão de Ordenamento Municipal, se fez necessária a poda drástica da árvore, uma vez que a mesma servia de abrigo para pessoas em situação de rua e usuários de drogas gerando insegurança aos transeuntes no local, informação reforçada pelas ocorrências geradas através do videomonitoramento que também apontavam assaltos.

Comments are closed.