O início da obra do muro de contenção da Praia do Riacho, que estava prometido para esta semana, foi adiado mais uma vez. A orla vem sendo destruída pelo avanço da mar e os moradores do edifício Sea Port já não tem mais esperanças de que a construção aconteça no primeiro semestre.

A obra na orla da Praia do Riacho, que estava prometida para esta semana, foi adiada mais uma vez e mar segue fazendo estragos . Foto: James Graupner

O síndico do prédio, James Graupner, criticou a demora do início da obra.  “Na segunda-feira (16) a desculpa era de que estava chovendo, aí passou para o dia 23 e também não aconteceu. A prefeitura publicou imagens de um barracão onde estão fazendo as ferragens, ontem, dizendo que a obra iria começar até o final dessa semana, mas a semana acaba hoje e não começou”.

James relatou que enquanto a obra não é iniciada os moradores sofrem com a tensão do prédio ser atingido pelo mar. “Estamos desesperados. As pedras todas afundaram na areia. Hoje à noite se der a maré que deu às 14h, a água vai entrar para dentro do prédio”, disse o síndico.

Segundo ele, apenas três das 12 famílias que moravam no prédio permanecem no condomínio e além da preocupação com o avanço do mar, elas ainda convivem com a insegurança causada pela falta de iluminação pública, já que os postes foram retirados porque ofereciam risco de cair. “Um dos moradores não dorme aqui porque à noite um monte de pessoas se juntam aqui para usar drogas. Roubaram os bloquetes da ciclovia da frente do prédio e levaram aquele banco que caiu. Como não tem mais rua aqui a polícia não pode passar então a gente também tem que ficar preocupado com assalto”, relatou James.

As pedras da contenção paliativa estão sendo afundadas na areia e os moradores do prédio temem que o mar atinja o edifício. Foto: James Graupner

“Essa omissão chega a ser escandalosa porque tempo já deu suficiente para resolver o problema. Se não dá para fazer, não promete. Mas ficar prometendo e enganando todo mundo é um descaso total. Não tenho esperanças de ver isto pronto no primeiro semestre”¸ desabafou o síndico.

Procurada, a prefeitura informou que a obra irá começar na próxima segunda-feira (30). “A “Secretaria de Obras Públicas (Semop) informa que notificou a empresa e ela afirmou que na próxima segunda-feira (30) vai iniciar a obra no local. 

Quanto ao prédio, a Defesa Civil está fazendo o monitoramento 24h e não foram constatados sinais de risco para o imóvel. Em relação a iluminação no local, o setor de Iluminação Pública da Codeg informa que só poderá ser restabelecida por completo após a conclusão da obra”, diz a nota da administração municipal. 
Deixe seu comentário