A Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Guarapari, com o apoio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari e Delegacia de Infrações Penais e Outras (DIPO) de Guarapari realizou, na madrugada desta quinta-feira (18) a prisão de um traficante foragido do sistema prisional.

Breno Cunha dos Santos, 19 anos, possuía dois mandados de prisão em aberto em seu desfavor, por tráfico de drogas e homicídios. As buscas ocorreram no Bairro Ipiranga, em Guarapari, numa região conhecida como Carroça.

Breno Cunha dos Santos, 19 anos, possuía dois mandados de prisão em aberto em seu desfavor, por tráfico de drogas e homicídios.

“O Breno já esteve preso por tráfico de drogas e estava em liberdade provisória, condicionada ao uso da tornozeleira eletrônica. No entanto, ele não cumpriu as determinações legais, que era manter o equipamento carregado e preso ao tornozelo. Quando demos cumprimento aos mandados de prisão, encontramos a tornozeleira descarregada e com a alça rompida”, explicou o titular da DENARC de Guarapari, delegado Guilherme Eugênio.

Ao chegar ao endereço indicado como residência de Breno, os policiais constataram indícios que poderia haver drogas escondidas no imóvel, e acionaram o apoio da Companhia Independente de Operações com Cães (CIOC) da Polícia Militar. Buscas foram realizadas e, dentro de uma geladeira, foi encontrado um tablete grande de maconha. No entorno no imóvel, os policiais encontraram mais 50 buchas e 14 porções da droga, totalizando aproximadamente um quilo de entorpecente apreendido.

Ao chegar ao endereço indicado como residência de Breno, os policiais constataram indícios que poderia haver drogas escondidas no imóvel, e acionaram o apoio da Companhia Independente de Operações com Cães (CIOC) da Polícia Militar.

Breno e três adolescentes, dois rapazes de 17 e uma moça de 14 anos, que estavam na residência, foram encaminhados para a Delegacia Regional de Guarapari. Os menores assinaram Boletins de Ocorrência Circunstanciados por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e reintegrados à família.

Sobre Breno, o delegado explicou existe um histórico de envolvimento dele e de familiares com o crime: “A região da Carroça é uma área de vulnerabilidade social onde, sabidamente, existe a ocorrência de tráfico de drogas. A mãe do Breno e um irmão dele, atualmente, cumprem pena por tráfico. Já ele esteve preso anteriormente por este crime, possuía mandados de prisão em aberto que foram cumpridos, e foi autuado em flagrante por tráfico de drogas nesta operação”. Breno foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Guarapari.

Deixe seu comentário