A situação da greve dos ônibus em Guarapari não poderia ter vindo em momento pior. Estamos em pleno verão, com trabalhadores precisando se locomover de casa até os seus locais de trabalho, para manter o sustento de suas famílias.

Além disso, no verão aumentam os postos de trabalho temporários em nossa cidade, o que consequentemente, gera mais gente precisando de transporte publico. Qualquer trabalhador tem direito a greve, é constitucional, desde que eles deixem o mínimo do funcionamento do serviço.

abrigoonibus2013-09-10

Com as greves, vimos funcionar mais abertamente as Vans . Na verdade já faziam esse serviço sem greve.  São vans de transporte escolar, que por estarem ociosas com as férias escolares, estão aproveitando para ganhar uns trocados com essa situação.  Os usuários utilizam esse serviço irregular, pois as vans passam mais rápido que os ônibus e chegam mais rápido ao destino.

Problema. Mas a greve e as vans escondem o principal problema da cidade. Quando é que finalmente teremos o transporte coletivo de Guarapari funcionando da forma que a lei pede?

A lei pede LICITAÇÃO e até hoje este processo encontra-se parado na justiça sem que a população – que é a mais prejudicada – tenha direito de saber quando haverá uma definição. É hora da justiça se pronunciar e resolver essa situação. É hora da prefeitura também responder por que não acontece a licitação em nossa cidade.

vans-clandestinas

Aliás, a prefeitura tem que responder não só sobre a licitação dos ônibus, mas também em que ponto está a licitação dos táxis de Guarapari. Estaria o corpo jurídico da prefeitura fazendo corpo mole?

Estaria a justiça despreocupada com a situação do transporte público em nossa cidade? Eu gostaria de saber, o que o Ministério Público e a Vara da Fazenda Pública têm a dizer sobre o assunto. Há, esqueci, parece que estamos de férias no judiciário não é isso? E lá vamos nós, adiar mais um pouco a situação e a licitação. O povo que espere.

A minha única certeza é: uma cidade como Guarapari não pode ficar a mercê do atual sistema ineficiente e precário de transporte coletivo. A população não merece ser tratada do jeito que está sendo por todos os envolvidos neste processo.

Deixe seu comentário