JB Padrão
Banner TOP

A cerimônia de troca de comando da Polícia Militar aconteceu hoje (21) pela manhã na Luazul e contou com a presença da banda da Polícia Militar e de várias autoridades. Com a mudança, deixam o 10º batalhão o Comandante Pessanha, o subcomandante Bezerra e o Major Palaoro.

Lyra. Quem assume o comando do 10º batalhão é o Tenente-Coronel Cleverson Mancini Lyra, que está há 26 anos na PM e já trabalhou em Guarapari de 1996 a 2009. O novo Comandante do batalhão da cidade trabalhava atualmente como corregedor adjunto da Polícia Militar e traz também a experiência de ter estado à frente de duas unidades operacionais e da academia da Polícia Militar.

Tenente Coronel Lyra, Comandante Geral Barreto e Tenente Coronel Pessanha.

Conversamos com o novo Comandante para saber de suas expectativas para a cidade. “Agradeço a acolhida, é uma cidade em que eu resido, eu frequento. É uma cidade belíssima, ponto de referência no turismo do Estado e esse período a gente vai tentar exercer o melhor serviço possível para a comunidade de Guarapari”, afirmou.

Estratégia. Sobre sua estratégia para combater a violência na cidade, o Comandante Lyra afirmou que: “na nossa experiência profissional passamos por algumas unidades e com certeza alguma coisa que possamos aproveitar em Guarapari nós estaremos trazendo. Temos muito trabalho a fazer, cumprir nossos compromissos institucionais, todos os programas e projetos já implementados em outros municípios que são institucionais serão devidamente executados aqui também no município, para dar maior segurança à nossa comunidade”, disse.

A cerimônia de troca de comando da Polícia Militar aconteceu hoje (21) pela manhã na Luazul e contou com a presença da banda da Polícia Militar e de várias autoridades.

Pessanha. O Portal 27 conversou também com o Tenente-Coronel Pessanha, que está deixando o comando do 10º Batalhão. Pessanha faz um balanço positivo das ações e do convívio com a comunidade. “A gente percebe uma comunidade muito acolhedora e parceira da Polícia Militar. Então o importante é isso, essa interatividade. Fizemos um trabalho em prol da segurança sempre apoiados pela comunidade. Foram muitas pessoas que foram tiradas das ruas através do telefone 181, ou seja, a comunidade nos ajudou a chegar ao nosso intento, que é trazer segurança para Guarapari”, disse.

O Comandante Lyra afirmou que estar à frente do 10º batalhão é mais um desafio para sua carreira e o combate à violência vai continuar com a maior excelência possível. “A violência no Brasil hoje é endêmica. Sabemos que a violência faz parte do convívio humano e nós não conseguiremos extingui-la, mas nós podemos controlá-la e esse é o nosso objetivo. Controle da violência para que ela seja uma exceção”, afirmou.

Dar o máximo à comunidade. O novo comandante do 10º Batalhão deixou ainda uma mensagem à população de Guarapari. “Nossa perspectiva de trabalho é dar o máximo à comunidade, aquilo que for possível à polícia militar agir, fazer, nós faremos. Lógico, a polícia militar pode muito, mas não pode tudo. Não podemos ter um policial em cada esquina, talvez nem em cada bairro, mas dentro da possibilidade de atendimento à comunidade, nós vamos fazer”.

Família do Tenente-Coronel Cleverson Mancini Lyra, que assume o comando em Guarapari

Palaoro. O major Palaoro que está indo para Cachoeiro também comentou as mudanças no Baltalhão. “A gente tem que ter experiências em outros locais, então fui chamado a viver outras experiências. Nesse momento que também sai o grande Coronel Pessanha que foi um sucesso de comando aqui durante dois anos e chega o Tenente-Coronel Lyra que é um benefício também, um morador e conhecedor de Guarapari que também já trabalhou a maioria do tempo de polícia dele aqui em Guarapari, então a gente sai ganhando”

Bezerra. Ouvimos ainda o agora ex-subcomandante Bezerra, que justificou o motivo de deixarem o batalhão ele, o Major Palaoro e o Comandante Pessanha. “É natural que a cada dois anos se troque o comando da comunidade, o comandante Pessanha estava fazendo esses dois anos e a tradição na Polícia Militar é que o comandante que venha traga seu staff, suas pessoas de confiança. O comandante e o PF que é o caso do Major Palaoro. As informações que a gente tem é que o Coronel Pessanha vai para Colatina, eu vou trabalhar na SESP, em Vitória e o Major Palaoro vai para Cachoeiro”, afirmou.

Banner Marcelo
Camara Municipal de Guarapari – Participe
Institucional Basic Idiomas

Institucional MAllagutti

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here