Após a passagem do carnaval a Rede Hoteleira de Guarapari verificou que teve uma taxa média de Ocupação de 77,5%, porém segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-ES), este número não representa o montante de prejuízo.

De acordo com Diretor da ABIH-ES para Pequenos Hotéis, Fernando Otávio Campos, proprietário da Pousada Duas Praias, a ocupação foi conseguida graças a muita divulgação e muita redução de valores das diárias e pacotes que ficaram em até 40% menores do que trabalhados no final de janeiro/2017. Tudo em virtude da crise da segurança com a greve da PM.

Houve uma redução de fluxo de Dinheiro no município próximo de R$ 24 milhões no período”,

“Considerando a perspectiva e faturamento e a redução de ocupação, historicamente a taxa média é de 95 a 100% a redução de faturamento do setor chegou à 51% do esperado para o período”, explicou ele.

Fernando explica ainda que a Hotelaria de Guarapari é responsável por apenas 5% dos Turistas em períodos de alta demanda, porém sua taxa de Ocupação e Redução de faturamento se assemelha nos Imóveis de temporada e casas de familiares, preferência maior dos Turistas da Região.

“Considerando este Ponto e o número previsto de turistas, Inicialmente de 350 a 400 mil, tivemos 78,5 mil a 90 mil Turistas a menos. Com estes números e o Ticket médio gasto por dia, dados no ano de 2016 ditam R$ 66,20/dia por turista, houve uma redução de fluxo de Dinheiro no município próximo de R$ 24 milhões no período”, explicou.

Ainda de acordo com ele, a situação poderia ter disso pior se não fosse a prefeitura. “O prejuízo só não foi maior graças à coragem do Edson e Miguel em manter a realização do carnaval em Guarapari”, afirmou.

Deixe seu comentário