O futebol americano está conquistando os corações dos brasileiros, que se interessam cada vez mais pela modalidade. Em Guarapari, um time que vem crescendo e se profissionalizando é o Guarapari Barracudas F.A., que foi criado há quatro anos, mas ainda sofre com a falta de incentivo do poder público.

O time foi criado há quatro anos. Foto: Léo Silveira

O que começou como uma brincadeira entre amigos se transformou em um grupo disposto a correr atrás para se destacar no esporte. Atualmente, a equipe é formada por 35 atletas, que treinam três vezes na semana para participarem de campeonatos e assim levar o nome da cidade por onde passam.

Entre as conquistas mais recentes do time, está a classificação para a final da Conferência Norte do campeonato estadual First Down, que será realizada em Colatina, no Campo do Frisa, no próximo dia 25, às 14h. Se ganharem, eles seguem para a final geral do torneio, que acontecerá na segunda quinzena de julho, em Marataízes. O Barracudas também se prepara para os jogos da Liga Coliseum, um campeonato interestadual disputado entre times do Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Na tentativa de conseguir o transporte para a equipe até os locais dos jogos, o Barracudas enviou um e-mail para a Secretaria de Esporte, Cultura e Turismo (Sectur), solicitando um veículo para levá-los. No último dia 09, o órgão respondeu ao pedido dizendo não ter como atendê-lo, pois não dispõe de um transporte.

A Sectur negou a solicitação de transporte do Barracudas e alega queda de arrecadação e dos repasses estaduais e federais.

Após duas tentativas frustradas – a primeira ocorreu em fevereiro e também obteve uma resposta negativa – de conseguir o apoio da Sectur, os integrantes do Barracudas são mais uma vez obrigados a arcar com todas as despesas por conta própria.

A falta de incentivo poderia desanimar os atletas, mas isso não parece empecilho para eles, como explica Antonio Luciano Junior, presidente do time: “Estamos buscando apoio em Guarapari e fora, queremos disputar a Liga Nacional no ano que vem. A Sectur negou nossos pedidos para ceder um ônibus, mas mesmo assim não vamos desistir e iremos batalhar até o final para trazermos o troféu para nossa cidade e continuar divulgando o esporte”.

Outro lado

Em nota, a Prefeitura de Guarapari esclareceu que “hoje os municípios sofrem com a crise econômica enfrentada pelo país, o que reflete na queda da arrecadação e dos repasses estaduais e federais, inviabilizando no momento o pronto auxilio aos atletas da modalidade. A Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Turismo esclarece que tem a intenção de ajudar a equipe e buscará recursos para o auxílio desta e outras modalidades”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.