Destaque na equipe de atletismo do Clube Capixaba de Guarapari, o atleta Matheus Teles, especialista nas provas de Salto em Distância e no Salto Triplo, irá representar o Estado do Espírito Santo, no Campeonato Brasileiro Juvenil de Interseleções, que acontece neste final de semana, entre os dias 28 e 29, em Maringá, Paraná.

teles2
Matheus venceu o estadual juvenil na Serra, e garantiu vaga no campeonato Brasileiro.

Matheus é morador de Guarapari, e garantiu a vaga na seleção capixaba após vencer o estadual juvenil no último dia 31 de maio, na pista da “Estação Conhecimento” no município da Serra.

O foco maior deste importante campeonato nacional é a formação da equipe brasileira que representará o país no Campeonato Mundial Juvenil. A Copa do Mundo da categoria acontecerá no próximo mês de julho nos Estados Unidos, na cidade de Eugene, localizada no estado do Oregon.

Orientado desde 2013, pelo professor Anderson Madeira, o atleta está motivado e confiando em bons resultados. “Matheus tem um potencial acima da média dos demais atletas do estado, possuindo uma grande capacidade de treinamento e uma composição corporal magnifica”, explica o treinador.

teles1
Mesmo treinando em condições adversas, Matheus venceu todas as provas disputadas no estado em 2013 e 2014.

O treinador ainda destaca a necessidade de investimentos na área esportiva no município, que mesmo sem a infraestrutura básica necessária, constantemente surgem talentos em diversas modalidades pela cidade. “Guarapari vive um momento caótico em sua história. Constantemente observamos talentos surgindo nos esportes sem a mínima infraestrutura necessária, mas com a falta de apoio e perspectivas esses valores se perdem. Nossa juventude está se perdendo e ninguém se preocupa com isso. Grande exemplo disso é o atleta Matheus Teles que está se destacando no atletismo. Suas condições de treinamento são precárias, pois nessa cidade não há corpo técnico de consiga pensar no esporte de forma múltipla e plural”, desabafa o professor.

Matheus se divide entre as aulas da Faculdade de Educação Física e nos treinamentos. E mesmo treinando em condições adversas, venceu todas as provas disputadas no estado nos anos de 2013 e 2014. Além de ter ficado na 5ª colocação no Brasileiro Estudantil de 2013 na prova de octatlo, que é uma das mais complexas disputas do atletismo, onde o atleta disputa 8 provas em apenas dois dias.

Dificuldades. Embora Guarapari não tenha um local apropriado para treinamentos, o atleta garante que está preparado para lutar por uma vaga na importante competição internacional. “Na cidade de Guarapari é muito complicado ser atleta. Para modalidades mais simples (como futebol e vôlei) já há grande dificuldade de instalações esportivas e no caso do atletismo é ainda pior. Treino com meus companheiros em condições precárias. Meu clube, o Clube Capixaba, tem uma diretoria que se esforça muito para nos oferecer melhores condições de trabalho, mas ainda carecemos de mais apoio. Nossa cidade merece mais atenção do poder público para o esporte, pois é nele que poderemos melhorar a condição de vida de nossa sociedade.

teles3
O treinador Anderson (de boné) com os atletas do Clube Capixaba de Guarapari.

Treino precário. Sem nenhuma caixa de saltos na cidade, geralmente é feito um treinamento específico na praia de Santa Mônica, e o trabalho muscular na academia do próprio Clube Capixaba. Os treinos são bem pesados e o prof. Anderson Madeira cobra muito do atleta.

Atualmente a rotina de treino está organizada em seis dias por semana, sendo quatro horas por dia.  “No último mês iniciamos um trabalho em uma praça pública também no bairro de Santa Mônica. O local está abandonado há anos pela prefeitura e estamos fazendo pequenas reformas para utilizarmos para os treinos. Acredito que isso me ajudará a evoluir ainda mais”, conta o atleta.

Com isso, o professor e treinador explica, “os talentos esportivos nós temos, o que faltam são talentos no executivo municipal para colaborarem com nossa juventude”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.