O homicídio aconteceu na frente de várias pessoas, na rua Padre José de Anchieta, do bairro Ipiranga em Guarapari. Era por volta das 23h da noite de ontem (30), quando um rapaz que estava sentado na porta de um estabelecimento comercial, foi alvo de bandidos.

O crime chocou os moradores do bairro.
O crime chocou os moradores do bairro.

A noite que era para ser de alegrias, terminou calada e com medo. Leonan Antônio Cardozo Pinto, de 36 anos, foi morto com quatro tiros enquanto estava bebendo em um bar com seu amigo. Tudo aconteceu bem rápido. Um carro passou em frente ao local e efetuou disparos em direção ao pedreiro. Os tiros atingiram a região da cabeça e do ombro.

Na rua acontecia um ensaio de um grupo de coreografia. Quando terminou, moradores se juntaram e ficaram sentados em frente as suas casas. Foi quando ouviram os tiros e saíram correndo, sem saber o que havia acontecido. As pessoas voltaram e viram a cena do crime e ficaram chocadas com o fato. Ninguém quis falar sobre o caso. Mais uma vez a lei do silêncio predominou.

O carro da vítima foi deixado no meio da rua.
O carro da vítima foi deixado no meio da rua.

As informações são poucas sobre a vítima. Segundo os policiais, ele seria de Ipatinga, em Minas Gerais e estaria trabalhando na casa de sua mãe, consertando parte do telhado. Dentro do bolso de Leonan, os peritos encontraram certa quantidade de maconha não informada. Não há informações se o jovem era usuário de drogas. Vizinhos informaram que ele morava no bairro recentemente.

A vítima ainda dirigia um carro modelo Ford Fiesta preto, com placa EKQ 3196, de Americana-SP, que ficou estacionado no meio da rua, sendo removido pela Polícia de Trânsito para o DPJ do município.

O colega que estava junto com Leonan, foi encaminhado ao DPJ da cidade, para prestar depoimento. Ninguém foi detido.

Deixe seu comentário