“Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia”. Lulu Santos em 1983 refletia sobre as transformações trazidas pelo tempo, afirmando que “tudo – na vida – passa”. O filósofo Mikhail Bakhtin já nos dizia que há um abismo muito grande entre real (onde a vida acontece) e cultural (onde a atividade é contada). Mesmo sabendo que todo acontecimento é único e irrepetível, que a força das palavras não conseguem ser reflexo fiel da realidade, é importante nos lembrarmos do que aconteceu em 2018 em nossa cidade, seja para nos alegrarmos ou para pedirmos que esses fatos jamais se repitam. Rimos e choramos, nos alegramos e sofremos em 2018, vamos conferir agora algumas notícias que marcaram Guarapari no ano que se passou.

Turista Wanna Tielmann denuncia prática abusiva de preços – Foto de Rafaela Patrício

Sabemos que a chegada do verão na Cidade Saúde traz além do movimento necessário aos comerciantes, consequências para os moradores, uma delas é a prática abusiva de preços, principalmente nas praias da cidade. Esse problema foi relatado pelo Portal 27 já nos primeiros dias de janeiro de 2018, na matéria, uma turista mineira reclama do preço do peixe “Achei o preço do peixe bem caro. Paguei R$ 120,00 em um único peixe. Tudo bem que ele vem com batata frita, mandioca e outros acompanhamentos, mas está caro e não está grande como nos outros anos que viemos para cá” (Wanna Tielmann).

Ainda em janeiro recebemos a notícia de que o grupo Carone iria construir um mercado que poderia gerar até 400 empregos na cidade, o supermercado Sempre Tem, que está – inclusive – para ser inaugurado na área do Kart Indoor.

Em fevereiro, mês que traz também um grande movimento em Guarapari, por causa do Carnaval que atrai multidões à Cidade, o Portal 27 não podia deixar de falar da animação dos blocos, das marchinhas e das escolas de samba. Acontecendo entre os dias 10 e 12 de fevereiro, o Carnaval de 2018 teve programação não somente no Centro da cidade, mas também na Praia do Morro e em Meaípe.

Médico e pesquisador Genésio Pacheco

Ainda em fevereiro morria Genésio Pacheco da Veiga, aos 102 anos, médico de Guarapari que trabalhou por anos na Fundação Oswaldo Cruz, onde desenvolveu medicamentos que controlam doenças autoimunes como artrite reumatoide e lúpus.

No início de março, o Portal 27 postava uma matéria contando sua história de cinco anos e mais de 22 milhões de páginas acessadas. Tendo completado cinco anos no dia 28 de fevereiro de 2018, o site do Portal 27, site de notícias mais acessado em Guarapari, teve mais de 11 milhões e 600 mil acessos que foram clicados por cerca de 4 milhões e 300 mil pessoas diferentes. Dentro desses 5 anos a equipe de jornalistas já havia produzido mais de 8 mil notícias. Na ocasião, nosso editor chefe, Wilcler Carvalho Lopes chamou atenção para a responsabilidade de coordenar vários profissionais e de fazer jornalismo: Eu ensinei o pouco que sei e aprendi muito também. Na minha opinião, o mais importante que eu pude passar para eles foi sobre o tamanho e a responsabilidade de ser Portal 27. É a responsabilidade de fazer parte de um veículo de credibilidade, que luta diariamente para levar uma informação ágil e bem apurada”.

Nosso editor Wilcler Carvalho Lopes e parte da equipe que passou pelo Portal 27

Em Abril foi a vez da abertura da votação para escolha da Bela dos Bairros primeira edição, o concurso, proposto pelo Portal 27, foi criado em comemoração ao mês da mulher, com a finalidade de destacar as mulheres mais bonitas dos bairros de Guarapari. Entre as cinco finalistas, a grande vencedora foi Bianca Bodart, 20, moradora do Centro de Guarapari, que teve como premiação, entre outras coisas, um final de semana no Acquamania e Acquamarine, um ensaio fotográfico de moda e beleza e seis meses de academia Fitbox grátis.

Bianca Bodart, vencedora do concurso A Bela dos Bairros. Foto: Cecília Rodrigues.

Em maio, o Portal 27 registrava o talento da policial civil e também cantora Graciella D’ Ferraz, de 44 anos. Graciella, que já cantava desde criança, iniciou a carreira de policial em 1998 e passou a conciliar as duas carreiras. Ganhou em abril de 2018 um prêmio no programa do Ratinho junto com uma das bandas de que faz parte, Los Penetras. “A gente participou do quadro 10 ou 1000 e só ganha o prêmio máximo se todos os jurados derem mil. Nós ganhos mil de todos os jurados e levamos o troféu para casa”, contou a cantora muito feliz por trazer o prêmio para sua cidade, Guarapari.

Em junho, Edson Magalhães, prefeito da cidade, falava de suas expectativas em transformar Guarapari em um “Principado de Mônaco”. A fala do prefeito foi registrada pelo Portal 27 durante a solenidade de inauguração da nova orla do canal de Guarapari, 20 de junho. Na ocasião, Edson se mostrou muito animado para fazer grandes projetos na cidade.

Em julho, enquanto populares se mobilizavam para interromper o corte das árvores centenárias na orla da Prainha, recebíamos a triste notícia da morte do adolescente de 13 anos Flávio Walter de Abreu Dias, que não resistiu aguardando uma transferência para Vitória após ter passado pelo Hospital Francisco de Assis e pela UPA da cidade, mostrando mais uma vez a fragilidade do nosso sistema de saúde. Nesse mesmo mês trágico, a população da cidade era vítima dos assaltantes do Gol de cor azul metálica e, ao mesmo tempo, todos se sensibilizaram e sofreram com o assassinato do segurança Adriano Carlos Santos, de 49 anos, em seu trabalho, na entrada do bairro Bela Vista em Guarapari.

Enquanto em agosto de 2018, a cidade comemorava a entrega da creche Therezinha Silva Costa, para atender a 380 crianças de diversas comunidades da cidade, em setembro, a Polícia Civil divulgava a lista dos criminosos mais procurados da cidade.

Outubro foi um mês marcado pela dura perda de mais uma criança na Cidade Saúde. Morria a menina Sophya Mota Ferreira, de apenas 4 anos, que havia dado entrada na segunda feira (22) no Hospital Francisco de Assis (HFA) em Guarapari, com um quadro de febre e falta de ar. Após receber atendimento e medicação ela não resistiu e veio a óbito. Sophya era já na época a terceira criança com passagens pelo HFA, a morrer em Guarapari nos últimos meses.

Sophya Mota Ferreira

Em novembro, às portas do verão, a polêmica foi causada pela proibição de tendas, churrasco e triciclos nas praias de Guarapari. A proibição do churrasco já é antiga e foi feita através de uma lei municipal de 2014, já as tendas e os triciclos são de decretos recentes. Ainda em novembro, Marcelo Moryan, artista multimídia, traz para a cidade a medalha de prata no “Brasília Photo Show”, um dos festivais mais badalados  e disputados do país, com a foto intitulada “Mania de Felicidade”.

Mania de Felicidade – foto Marcelo Moryan

O ano de 2018 terminou, infelizmente, de forma trágica, com o registro do afogamento de uma jovem logo no início de dezembro e a morte de um motociclista em acidente com ônibus um dia após o natal.

Como você, nosso caro leitor pôde ver, 2018 foi marcado por tristeza, saudade, indignação, mas também foi um ano em que as esperanças renasceram, em que a cidade de Guarapari esteve em evidência por meio de pessoas de bem, pessoas que fazem o melhor para enaltecer o nome de nosso município. 2019 começa hoje, é nossa oportunidade de escrever uma nova história, de renascer a esperança de dias melhores, de construirmos um mundo melhor. Feliz 2019!

Deixe seu comentário